1-1-1.jpg (43 KB)

Arara Canindé

  • Ara ararauna

Seu nome científico significa: do (tupi) ara = nome indígena tupi para designar várias espécies de papagaio; e do (tupi) ara = papagaio; e una = preto, escuro. ⇒ Papagaio escuro. Conhecida também como arara-de-barriga-amarela, canindé, arara-amarela e ara-arauna. É um dos psitacídeos mais espertos. Não é considerada como sendo ameaçada, embora seja apreciada como ave de gaiola. Suas populações estão diminuindo e algumas delas já estão extintas. Em Trinidad foi realizado um processo de reintrodução bem sucedido.

2-1.jpg (25 KB)

Arara Vermelha Grande

  • Ara chloropterus

Seu nome científico significa: do (tupi) ara = nome indígena tupi para designar várias espécies de papagaios; e do (grego) khlöros = amarelo, verde; e pteros, pteron = asa; chloropterus = asa amarela ou asa verde. ⇒ Papagaio com asa verde. É conhecida também como arara-verde e arara-vermelha. Não é considerada como sendo ameaçada embora tenha desaparecido de lugares onde antes era comum. Foi localmente extinta de lugares que ocorria antigamente, como no Espírito Santo, boa parte da Bahia e possivelmente o norte do Rio de Janeiro.

4-1.jpg (33 KB)

Araracanga / Tricolor

  • Ara macao

Seu nome científico significa: do (tupi) ara = nome indígena tupi para designar várias espécies de papagaio; e de macao = nome português/brasileiro para a araracanga. ⇒ Papagaio araracanga. Conhecida também como arara-vermelha. Foi desenhada como enfeite no primeiro mapa do Brasil, confeccionado em 1502. Não é considerada como sendo ameaçada embora, tenha desaparecido de lugares onde antes era comum.

3-1.jpg (51 KB)

Ararajuba

  • Guaruba guarouba

Seu nome científico significa: do (tupi) guarajúba = pássaro amarelado; guará = vermelho e jubá = amarelo; e guarouba = sinônimo de guarajuba e de guaruba. ⇒ Pássaro amarelo. Conhecida também como Guaruba, Guarajuba e Tanajuba. Guaruba e Ararajuba derivam do tupi: guará = pássaro, yuba = amarelo; ou Arara = aumentativo de Ará (papagaio)/papagaio grande, yuba = amarelo. No final do século XVI foi mencionada por Fernão Cardin, na Bahia, como uma ave muito valiosa comercialmente, equivalente ao preço de dois escravos.

http://www.recantodasaves.com.br 2019 - Desenvolvimento: Fênix Sites